Quem Julga diz mais de si do que de ti

Quando alguém te julga, não adianta reagires, não adianta pensares sobre o assunto, não adianta discutir, não adianta desejares mal á pessoa.

Queres saber porquê? Porque o julgamento dirigido a ti diz mais da pessoa do que diz de ti.

Todo o julgamento vem de uma auto-critica e invejosa, ou seja, a pessoa julga-te porque o que ela vê em ti é algo que ela própria é ou desejaria ser.

Quem julga, caminha numa dor profunda e cria “monstros” para não ver esse sofrimento que a acompanha todos os dias.

Por isso, o que adianta dares “conversa” a quem não está presente, a quem vive alienado de si mesmo.

No fundo irias dar conversa a uma “criança birrenta” que não se respeita, que não conhece limites, nem sabe relacionar-se.

Deixa esse adulto-criança tratar dos seus “problemas” com os seus próprios pais, que tu não precisas de educar quem não é teu filho.

A quem julga deixa o julgamento para si mesmo.

Deixa-o entregue a sua própria dor, ao seu próprio sofrimento.

Não deixes o medo da critica, afetar-te, paralizar-te.
Não deixes a critica e o Julgamento alheio tirarem-te a Alegria de Viver este maravilhoso momento que escolhes-te para estares aqui.

És essencial demais, para o aqui e agora, para te distraires com “ninharias” mentais.