O nosso Caminho de Santiago – dia 6

Dia 6 do nosso Caminho de Santiago (Caldas de Reis – Padrón).


Este foi um percurso sempre acompanhado de chuva. Interessante foi um dos caminhantes espanhol ter-nos dito que devido à chuva iria fazer o percurso de autocarro, com destino a Padrón. Por vezes na vida apanhamos “autocarros” que nos fazem chegar mais rápido ao objectivo, mas neste caso perguntamos: afinal o que desfrutaste da viagem?

Mas seguimos o itinerário já pensado, mesmo com chuva, aproveitando cada momento da nossa viagem.

Aos poucos lá iamos conhecendo os caminhantes que nos acompanham nesta viagem. Os seus países, o ponto de partida do seu caminho… o motivo por que o fazem. Sinceramente nunca nos sentimos só.

Houve vários momentos de interacção com outros caminhantes que nos inspiraram, mas houve um momento desses em particular. Pontualmente cruzavamo-nos com um simples casal que também fazia o caminho, mas a particularidade é que os mesmos deveriam ter idades entre os 80 ou 90 anos. Calmamente lá iam, seguindo o seu caminho. São exemplos destes que nos “dizem” que não devemos desistir dos nossos objectivos, porque temos sempre capacidade para os conquistar.

E depois de várias horas (porque o Caminho é para ser vivido com calma) lá chegamos a Padrón, localidade conhecida pelos seus pimentos e queijo.

Ao chegarmos ao “Albergue Pension Flávia” tínhamos uma pequena surpresa. Ficámos a saber que desde o dia anterior esta pequena localidade estava sem água canalizada. Interessante como só nos apercebemos da importância de certas comodidades quando as mesmas nos faltam.

Sugestões:

– não esquecer de ir carimbando a credencial do peregrino, caso pretendam a Compostela, documento que comprova que fizemos o Caminho;
– levem sempre algo para comer e beber pelo percurso, pois nunca se sabe quando vamos encontrar algum estabelecimento para petiscar (pode levar horas, sem nos apercebermos).
E o nosso caminho foi continuando.