O nosso Caminho de Santiago – dia 5

Dia 5 do nosso Caminho de Santiago (Pontevedra – Caldas de Reis) foi até ao momento o mais longo e o mais húmido.


Após quatro dias de bom tempo, com um belíssimo sol a acompanhar as nossas etapas, foi dia de fazer o percurso à chuva. Lá tivemos de estrear o poncho que comprámos, caso precisássemos. Entretanto descobrimos que os ponchos tinham dupla função: proteger da chuva e do frio. Optámos por comprar ponchos que para além de serem compridos, eram grandes o suficiente para cobrirem as mochilas.

Foi um percurso onde atravessámos maioritariamente localidades rurais e zonas de bosque, envoltas em agradáveis ambientes naturais.

Após todas as etapas já passadas verificámos que o nosso corpo já “desliga” de qualquer desconforto, mas a mente ainda procura controlar o ambiente envolvente.

Destacamos neste percurso a ponte de pedras medieval inserido num bosque antes de San Amaro. E foi em San Amaro que descobrimos mais um bar de aldeia com refeições de conforto, o “Mesón Don Pulpo”. Depois de vários kms de caminho sabe bem uma bela tortilha francesa com queijo.

Ainda antes de entrar em Caldas de Reis fizemos um pequenos desvio (cerca de 300 m) do percurso para visita ás lindíssimas cascatas da Barosa. Vale bem a pena.

Chegámos a Caldas de Reis ainda com chuva. Descansar na “Pension do Rio Umia” foi a surpresa final. Estabelecimento só com 3 quartos, muito simples, com um atendimento simpático e bastante sossegado.

Só uma curiosidade, Caldas de Reis é conhecida pelas suas termas de águas termais, quentes (cerca de 50°), que para além de ajudarem nas complicações de garganta também ajudam a relaxar os pés e pernas. Há fontes públicas disponíveis para aproveitarmos estas propriedades.

Sugestões:

– conhecer as lindíssimas cascatas da Barosa, antes de Caldas de Reis, é um bónus ao Caminho;
– comer no “Mesón Don Pulpo” reconforta a alma a meio do percurso;
– após chegar a Caldas de Reis não vale a pena procurar muito para jantar, o melhor é ir à “Cafetaria Termas”;
– colocar os pés nas fontes de águas quentes termais das Caldas e desfrutar.
Bom caminho, a todos.